Das interrupções

Xavier Sotomayorxavier-sotomayor-192007O que eu mais queria era que ela saísse do caminho, deixasse de ser tão pacata, tão forçada, tão… desnecessária. Sim, ela era. Ela tinha levado todos os ‘nãos’ possíveis dele, mas mesmo assim queria prosseguir. Queria acreditar que tinha alguma saída senão o término, quando o companheiro só queria pular de uma janela a ter de passar mais uma tarde ao seu lado.

De mulher pra mulher

Ele não te queria, mulher. E você tinha que, no mínimo, querer mais para você mesma. Deixar aquela alma suburbana vadiar, como tanto sonhava, com quem queria. Você devia acordar e tirar o seu time de campo. Mas você não fez. Você optou pelo modo mais difícil. Você continuou.

Você sempre foi linda, mas só isso. Seguia a droga do protocolo machista que é imposto a toda garota desde o nascimento. Você tinha o corpo tão sonhado por tantas, o rosto belíssimo, e ainda por cima levava jeito para combinar a vestimenta. Mas era isso e só. A moldura da carcaça chamava atenção de qualquer um, mas era feito uma obra conceitual: sem conteúdo, sem nexo algum.

Sim, você não fazia o menor sentido. Ao mesmo tempo que seguia aquele manual patético da boa moça para casar – até devido ponto, para falar a verdade –, você seguia num relacionamento falido, desgastando a todos a sua volta pela simples mentira que levava, além do próprio “parceiro” – que estava se lixando para você. Você tentava cobrir o sol com a peneira.

Mas por quê? Para quê? Porque você escolheu ser fraca. Você escolheu viver a mentira, mesmo quando o barco estava afundando e o assistente do capitão decidiu avisar para que todos a bordo se transferissem para um bote. O bote da verdade.

Agora você se debulha em lágrimas enquanto lê esta porcaria de relato sobre a sua personalidade egoísta e ridícula. Sim, chore. É isso que sabes fazer. Você chora depois que atrapalhou um ensaio de felicidade, de liberdade. Você chora agora, depois de ter cortado as drogas das tuas asas, as asas dele. As minhas. As de tantas pessoas a nossa volta. Chora. É só isso que podes fazer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s