A vida é tentativa

Cooper Smithcooper-smith-351970Enquanto ignoras a verdade
Eu insisto em fita-la.
Paro, toco-a, aperto-a, aprumo os traços,
Desfiguro-a.
E quando se forma o abstrato, a convergência de sentidos possíveis
Eu a remonto, questiono,
Deixo-a então falar e escancarar-se.
Enquanto você hesita em sentir
Eu mergulho, vou ao fundo e deixo a água que me envolve transbordar.
Em questão de segundos vou ao ápice da existência,
Encaro o meu ser – além do não ser – e ponho, enfim, as cartas na mesa.
Enquanto não sabes como reagir diante do meu elogio ou crítica
Eu colho a força e a fraqueza,
E entre elas oscilo,
Durante todo o tempo.
Enquanto pautas tua vida nas efemeridades,
Busco o que de fato há de se enraizar
– Seja para o bem ou para o mal.
Enquanto selas a derrota na corrida da vida
Faço questão de cumprir o trajeto
E, talvez, descobrir algo bom.
Ou mesmo só o percorrer para compreender que era um percurso inútil.
Enquanto pensas no que fará quanto as tuas pendências
Eu me levanto, fecho a porta e vou embora.
Que a vida, meu amor, é tentativa
E só se dá para quem sabe quando convém ter pressa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s