Paramos no tempo

Lembra quando você veio aqui pela primeira vez, my boy? Você chegou um tanto acuado, um tanto intrigado. Não sabia o que rolaria – ou não rolaria – naquela noite. Mas você veio. Você arriscou, lançou-se numa narrativa, num desenrolar com uma mera amiga – ou, quem sabe, apenas uma “conhecida”. Mas você veio, my baby boy.

E depois de todo esse tempo, de todos os encontros – e desencontros –, my boy… Onde estamos? O que restou? Para onde vamos agora, afinal? Não sei se conseguiremos responder uma pergunta sequer. Talvez a graça da coisa toda seja justamente a indefinição, a indecisão, esse lance do “não saber”. De não querer saber. Sei lá!

Que a gente parou no tempo. Estagnamos após ápices duplos, triplos. Picos elevados de tensão, de prazer, felicidade… de loucura. Paramos no tempo com nossas carcaças mais carregadas de culpa, com a nossa falta de vergonha na cara, o egoísmo, a vaidade, a gula – sim, a gula também. Paramos no tempo com os corpos e as almas tão expostas diante do outro que, agora, a gente tenta não se destruir (simples, não?!). Que a gente arrasou cada lote de terra percorrido até aqui – e que entendam lote como pessoa.

Para onde podemos ir, sem nos machucar, my boy? Me fala… Eu preciso que me fale. Que você fez um rebuliço em mim, como fiz em ti, lá no início. Mas sei que não chegou ao fim. Paramos, mas não chegamos. Ainda temos uma longa estrada pela frente, mais lotes de terra para desbravar, mais “barreiras” para ultrapassar. Só temos que nos mover, fazer o relógio dar o tic-tac novamente. Seja lá como for, my boy. Até logo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s